Morre no Rio, aos 108 anos, o último marechal do Exército


Morreu nesta quarta-feira, no Rio, Waldemar Levy Cardoso, o último marechal do país que ainda estava vivo. O mais alto posto do Exército foi extinto em 1967, quando houve uma reforma estrutural na instituição. Na ocasião, ficou definido que só haveria promoção de um general ao posto de marechal em caso de guerra.
O último marechal do país estava internado no Hospital Central do Exército, no bairro do Benfica, e morreu aos 108 anos.
Nos 48 anos de serviço dedicados ao Exército, o marechal Levy Cardoso participou da Revolução Liberal de 1924, em São Paulo, da Revolução de 1930, que levou Getúlio Vargas à Presidência e também da luta contra os revoltosos da Intentona Comunista de 1935.
Ele chegou ao posto de marechal em 1966, um ano antes de a patente ser extinta, quando passou para a reserva.
No governo militar que comandou o Brasil de 1964 a 1985, Cardoso foi presidente do Conselho Nacional de Petróleo, cargo que assumiu em 1967. Em 1969, assumiu a presidência da Petrobrás por sete meses e, de 1971 a 1985, fez parte do conselho de administração da empresa.
Segundo o Exército, o corpo do militar é velado no Palácio Duque de Caxias, no Rio.

Participe do debate...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s