Assuntos Pertinentes


Em uma lista de discussão, um grande amigo enviou um e-mail questionando sobre nosso posicionamento em relação a alguns assuntos muito pertinentes… eis que sem muito tempo para responder tal e-mail, que considero de extrema importancia…. resolvi tirar 2 minutinhos para respondê-lo… eis a resposta.

“sabemos que cada caso é um caso… em casos como o aborto, existem casos que deve ser legal e casos que não… como por exemplo a prenhez de uma menina de apenas 15 anos, que muitas vezes, sabemos que é feito o aborto em clínicas clandestinas… e combatem isso por que põe em risco essas garotas! Mas onde essas pessoas (que combatem os abortos clandestinos) estavam quando ela ficou grávida? E onde estarão caso ela tenha o filho? Ela vai ficar dependendo apenas do Bolsa família? E depois do bolsa escola? Vale gás? Vale num sei o que, num sei o que mais…?

O que deve ser feito mesmo é a busca da melhoria da qualidade de vida, aumentando o nível de instrução e qualificação desse povo, para que nós (mais instruídos e politizados) deixemos de tomar as decisões por eles! Porque nada nada, é isso que acontece…

Campanhas contra o aborto são fáceis… distribuir panfletos, fazer comerciais… o difícil mesmo é conscientizar o povo!

Alguém conhece algum caso onde um cidadão vai até o Gabinete de um Vereador para pedir dinheiro? Ou cesta básica? Ou um remédio? Telha? Tijolo? Cimento?

Com certeza já ouviu falar num caso desse!!!

É esse o Brasil que queremos?

O povo PRECISA ter consciência política…. e não estou falando apenas de saber como votar.. ou saber em quem votou… ou saber quem são os candidatos!

Tem que discutir política!

Cobrar dos eleitos, mesmo que não tenha votado nele!

Não ficar esperando que ele venha dizer o que está fazendo?

Em vez de bolsa família, bolsa escola, vale gás, vale calcinha vale feijão, vale cueca, vale arroz, vale sapato, vale pinga, vale cigarro, vale tudo…..

Por que não fazer com que esses programas funcionem de verdade, não apenas dando dinheiro (coisa que já faz com que muitos se acomodem e outro tanto se incomode!) mas fazendo com que as pessoas beneficiadas, durante o período do benefício (6 meses ou 1,5 ano – no máximo) possa fazer um curso de capacitação/ qualificação para que fiquem melhor preparada para o SELVAGEM Mercado de TRABALHO … mas que não seja apenas a pessoa e sim seus familiares que possam participar disso! Em troca dos benefícios, essa pessoa teria que prestar serviços à comunidade, como por exemplo:

Reunir um grupo dessas pessoas e pintarem alguma escola… algumas das mulheres e até mesmo os homens (porque não?!), poderiam, durante o curso de culinária, por exemplo, fazer seus estágios nas cantinas das escolas públicas, preparando e servindo merenda escolar para as crianças!

Aqueles que se perguntam sobre o mercado de trabalho, digo-lhes, HÁ VAGAS! O que não há são pessoas qualificadas para aqueles serviços! Falta qualificação e instrução.”

Um Beijo no coração!

Participe do debate...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s